Eu acho isso, incrível



É bonito e até poético o jeito que você se entrega. O jeito que você pula de ponta sem saber se a piscina é rasa ou não. O jeito que você pula do precipício sem saber se vai ter alguém la em baixo pra te segurar. O jeito que você usa suas metáforas pra explicar o seu jeito "tô-nem-ai mas sou romântico" É bonito. Você ainda acredita nos amores românticos, naquelas paixões sufocantes, nas borboletas no estômago. Enquanto existir uma brasa eu sei que você vai tentar. Você acredita que vai encontrar aquela mulher, dos sonhos, que vai realizar tudo aquilo que você sonhou sozinho pra realizar a dois. E eu acho isso bonito.

E eu acho lindo o modo em que você ama tudo. O jeito que ama a vida, que vive cada segundo como se fosse o ultimo. E eu fico aqui, de longe, admirando sua coragem, o modo em que você leva a vida, sem se preocupar muito com os demais. Acho lindo o modo que você se permite, o modo que vive tudo que tem pra viver, que ama tudo que tem pra amar. Fico admirando pessoas como você que ainda depois de tudo, amam, e amam muito, amam com tudo. Que ainda tentam apesar do coração partido, das portas batidas e das conversas não conversadas. Vocês que ainda amam no fundo do poço, no escuro, quando a gente acha que o amor não resolve mais nada. E você se resolve com seus amores.

E deixa eu te falar, eu acho que o mundo é mais bonito por causa de gente assim. Gente que se entrega, gente que se rasga, gente que se joga. Gente que tem essa coragem de amar até onde não dá. Essa coragem pra aceitar amar gente que (assim como eu) não sabe amar, não sabe lidar com as borboletas no estomago, não sabe controlar as pernas quando elas bambeiam e se assustam quando rola aquela taquicardia -que era comum quando eu via seus olhos no meio da multidão.

Eu olho pra você(s) e tenho que agradecer, por me ensinar que o mundo não é lá tão terrível quanto dizem, obrigada, por me ensinar o pouco que sei do amor, por ter me ensinado que não faz mal parar de olhar pros lados e mergulhar um pouco mais fundo. Obrigada por ser pra mim (e pra tantas outras pessoas) a válvulas de escape, a chance de viver por alguns segundos, com uma coragem que vai além de qualquer entendimento. Deixo a pessoas como você, o meu obrigada, por fazer o mundo um lugar um pouquinho melhor e, me fazer acreditar que em algum cantinho do mundo, alguém ainda sabe o que é amor. 
E ama. E quer saber? Eu acho isso, incrível.

Respira fundo.



Respira fundo, toma aqueles vinte segundos de coragem insana, eu te dou a mão. Vamos. A gente se aventura nessas estradas tortas que a vida costuma traçar. Não tem problema eu também não sei o que tem aí na frente, mas quem é que sabe? Quem é que tem certeza do que vai acontecer? Quem é que sabe aonde tudo isso vai parar?
Eu sei que quero parar em algum canto qualquer. Qualquer esquina de cidade de interior, se tornaria a Times Square, se você estivesse lá comigo. A gente respira fundo mais uma vez e vai. Vai com os problemas, com as pendencias, as contas atrasadas e os sorrisos bobos. A gente vai. Afinal, a vida não é essa aventura toda? Vem. Eu quero me aventurar com você.  Quero ver seu sorriso largo, quero ouvir seu riso, quero correr de você, atras de você, com você, rolar na grama e me acabar no canto do teu abraço. Sentir a barriga doer de tanto rir. Ah como eu quero!

Já conheci tantas pessoas na minha vida, mas dentre elas, você foi aquela. Sabe? Aquela que a gente quando abre a porta, sabe que ta chegando pra fazer a diferença. Então por que te deixei ir tantas vezes? Se tudo que eu queria era que você ficasse. Se você voltar, volta e fica. Respira fundo e fica. Quero mais é que você fique de vez, conquistando cada vez mais um espaço maior na minha vida, na minha casa. 

E se a gente errar? Não tem problema. A gente aprende junto. A gente conta até 10 de trás pra frente. Respira fundo e vai. A gente briga, grita se odeia, se afasta. Depois volta, como se nada tivesse acontecido

A gente insiste. Por que desistir de você é uma daquelas coisas que eu não vou fazer. Depois de você os outros foram apenas os outros, e por você ter sido tão você, eu não posso te deixar escapar.

Mas ei, respira fundo e vem. Vem sem medo, eu te dou a mão. Vem inteiro, vem com os defeitos, com as qualidades, com as cicatrizes, vem e a gente vai. Por que o importante é ter amor pra ir. E com você, eu tenho amor de sobra pra ir.

 Então respira fundo e vamos. Enfrente seus medos e vamos em frente.

Até onde é normal...


Com toda certeza você ja conheceu alguém viciado em drogas, algum alcoólatra, hipocondríaco (viciados em remédios), viciados em comida, ou qualquer outra coisa.E provavelmente já percebeu o estado que eles ficam quando estão longe da substancia a qual estão viciados. Ficam ansiosos, nervosos, tristes, se sentem indefesos e desprotegidos. E também ja devem ter observado que quando se "entorpecem" de tal substancia eles ficam como se nada tivesse acontecido, agem normalmente e etc.

Tá mas e dai? E daí que acontece também com quem é viciado em amor.
É isso mesmo, viciados em amor, viciados em amar (eles acham que é amor).

Já tem uns dias que tô observando um pessoal no twitter, no Facebook e afins, e achei todo mundo apaixonado demais, ou carente demais.
Tem pessoas que eu conheço a quase um ano, que nesse meio tempo já falaram 'te amo' pra umas seis pessoas diferentes, e eu não tô exagerando. Não tô sendo contra as pessoas se apaixonarem, não mesmo, acho super valido, super bonito, torço pra felicidade geral (gente feliz não enche o saco, já ouviu isso? Pois é). Mas ta chegando num ponto, que as pessoas estão depositando sua felicidade em outra pessoa, que é tão humano e tão imperfeito quanto eu e você. Pode parecer brincadeira, mas eu conheço gente que não consegue passar um final de semana sem ter que se envolver com alguém. Como se a felicidade estivesse na saliva alheia (hahah). 
Tem muita gente falando por ai que seu tempo é precioso demais pra ser gasto com "falsos amores" mas no primeiro "obrigado, volte sempre" de um caixa de supermercado estão jurando seu eterno amor.
Também tem aquele tipo de dependente que está viciado em uma só pessoa. Seu mundo gira ali, ao redor de uma unica pessoa, é o tempo todo falando dela, com ela, pensando nela. E se o relacionamento acabar é o fim do mundo (isso acontece entre amigos também, não se iludam achando que é só em relacionamentos íntimos, por assim dizer), mas eu tenho uma noticia pra dar pra vocês. O mundo não vai parar de girar por que alguém não quer mais se envolver com você, ou se alguém não vai ser mais seu amigo. Deus não vai parar o mundo por que você não ta bem emocionalmente. É o ciclo natural da vida, pessoas vem e vão o tempo todo. 


"Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
"

E nós temos que conviver com isso.

A pior coisa disso tudo, é como falei no inicio, fazer sua felicidade depender de outras pessoas, que assim como você estão propensas a cair, a errar e a decepcionar outras pessoas. Se você não está bem com você mesmo, muito dificilmente vai estar bem com as pessoas ao seu redor. Assim como a dor, a felicidade é algo individual, resolva suas pendencias singulares, antes de querer resolver pendencias plurais. Se você não consegue se quer curar a sua dor, vai conseguir curar a de outro?

A equação é simples, 2 pessoas emocionalmente ferradas > 1 pessoa emocionalmente ferrada.
Certa vez, fui num seminário em que o cara falou duas frases que acho que ilustram bem isso que tô querendo falar:
"Se você já teve 'vários amores da sua vida' acredite você não amou ninguém" "Se você perdeu o grande amor da sua vida. Primeiro, não era grande. Segundo, não era amor"

Ate onde é normal gostar de alguém, até que ponto é saudável querer ter alguém, até onde é bom se envolver com alguém? Até onde você consegue ir sem se prender (demais) em alguém? Até onde você pode ir sem ficar dependente de alguém? Até que ponto o seu amor ainda é amor e não obsessão? E já dizia a minha mãe: Tudo em excesso é ruim. E ela está certíssima. Amor demais, vira loucura, vira doença, te sufoca, te aprisiona.

E Paulo (de Tarso) ainda dizia:
"Posso todas as coisas, mas nem tudo me convém. Posso todas as coisas mas não me deixarei dominar por nenhuma delas" Acredito que o amor, no foi dado pra nos libertar, libertar de todo ódio, toda tristeza, toda amargura. E tem gente que faz dessa liberdade sua própria cadeia.
Que fique claro que eu não vim pregar sobre o "solteirismo" hahaha, credo.

Mas vim falar, que antes de querer fazer alguém feliz, se faça feliz. Antes de querer amar alguém se ame mais. Antes de solucionar problemas plurais, resolva os singulares. Antes de ser a causa da felicidade de alguém, seja a sua própria felicidade. 
"Se derrame, se der ame"

Inspiração: Mãe e Filha


Oi gente, como vocês estão?
Hoje tô trazendo pra vocês um pouquinho do que ainda "resta" do meu trabalho como fotógrafa (saudades ter tempo pra me dedicar mais a isso).
Bom, domingo passado, uma amiga minha marcou comigo um ensaio com a mãe dela, e eu topei, claro. Já conhecia as duas a muito tempo, e acho as duas maravilhosas, sabia que o ensaio ia ficar lindo, mas ele superou minhas expectativas. Ficou maravilhoso. Então, fica ai umas fotos pra vocês se inspirarem e tirarem fotos com suas mamães, e claro, passar mais tempo com ela né, pfvr?!


















Lindíssimas, não? Eu tô morrendo de amores, com elas. Imaginem ter uma mãe, 15 anos mais velha que você, toda tatuada assim. ahahah eu ia achar muito legal, e acho que a Malu curte essa ideia. Então aproveita o clima dessas fotos pra ir curtir sua mãe. Quem sabe fazer um ensaio assim.

Ah, comentem aqui o que vocês acharam do ensaio e 
de ter uma mãe alternativa assim ahaha

É só isso pessoal, beijos e até a próxima. 

Nunca nós.


Era uma quinta-feira como qualquer outra, até o momento em que  você entrou pela porta da sala como quem nada quer, trazendo no rosto aquele sorriso sacana, que me faz querer esquecer da linha que divide o bom e o certo.

Olhar pra você era sinônimo de paz. A sua presença, em qualquer ambiente, tornava todas as outras pessoas invisíveis, meus olhos só conseguiam ir de encontro aos seus. Ah, o modo no qual você levava a vida, talvez fosse um pouco desregrada, mas me fascinava. O jeito que você abordava e dominava tantos assuntos. Seus contextos e pretextos. Sempre tendo na ponta da língua uma resposta pra tudo que eu dissesse.
Você foi de longe diferente de tudo que já conheci, de tudo que vivi. Ficar do seu lado, me fazia refletir naquela frase: "Você só precisa de vinte segundos de coragem insana". Realmente, talvez fosse tudo que eu precisava, mas esses segundos nunca chegaram.
Do seu lado, era como se o mundo tivesse parado de girar, como se fosse só nós, à sós. Não fora perca de tempo, aliás, você me fazia perder a noção do tempo, cada segundo passava como se fosse uma hora, mas uma hora ainda era pouco. Você me ganhou de forma sorrateira, como se já tivesse me estudado, como se tivesse meu manual de instruções, sabia dos meus gostos, dos meus jeitos e trejeitos. De forma sutil você chegou, e foi tudo que eu precisava pra'quela hora, pra'queles dias. Talvez ainda seja o que eu precise.
Você me fez sentir algo que há muito eu já não fazia ideia do que era. Me fez sentir viva. Me sentir livre. Com você eu não precisava segurar a pose. Ainda que eu gritasse, que eu gargalhasse, ou que eu corresse, você estaria lá. 
Eu nunca acreditei que as coisas acontecessem por um motivo, mas veio você, e bagunçou tudo, tirou de mim aquela mania de organização, de planejamento, e confesso que não foi ruim. Era tudo que eu precisava. E se tudo que eu fiz, me levou até você, acredite, eu viveria tudo mil vezes sem tirar uma virgula do lugar. 
Outros jamais vão entender o quão importante você é pra mim. Apesar do texto, todo conjugado no passado, tal sentimento é imutável. Você foi, é e vai ser. Talvez eu só te escreva agora, pra amenizar a saudade de tudo o que ficou de você. Esse não foi nem o primeiro, nem o ultimo, mas com toda certeza, todos serão de um passado (não tão distante) no qual você fez meus dias cinza de outono, parecerem com um dia ensolarado e florido de primavera. 
Apesar de tudo, ou por causa de tudo, "eles nunca vão entender como eu gosto de você".
Você ja percebeu que eu gosto de incertezas, de "talvez", "quem sabe" e "pode ser", mas:

uma coisa é certa, eu nunca vou entender porquê você, e porquê eu, mas nunca nós. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...